O Projeto

Realidade

A realidade da educação pública no Brasil não vai nada bem. Escolas sem estrutura, mal conservadas e mal equipadas estão espalhadas pelo país.
Na maioria delas, falta o básico.
O projeto Pequenos Construtores é uma iniciativa que visa a contribuir para a melhora desse triste quadro, transformando escolas municipais focadas em educação infantil.

Ação

Em parceria com um especialista em educação, desenvolvemos um critério de seleção que cruzava a nota de IDEB da escola e sua infraestrutura. Desta forma, foi possível identificar as instituições que mais precisavam de ajuda. Foi assim que chegamos em Ribeirão das Neves, Minas Gerais, para reformar a Escola Municipal Hélia Matos Sartori. Uma reforma que contou com a ajuda de seus principais interessados: os alunos. Propusemos uma simples atividade de classe, pedindo a eles que desenhassem a escola dos seus sonhos, e usamos esses desenhos como inspiração para transformar a escola de verdade. E a reforma foi só o ponto de partida, já que investimos em gestão e capacitação de professores e funcionários, através de parceria com uma ONG especializada em educação.


Realidade

Melhoramos a infraestrutura da escola:
duplicamos seu tamanho, reformamos salas, banheiros e a cobertura da quadra de esportes. Motivamos crianças, professores e funcionários, elevando o nível de qualidade do ensino. Incentivamos pais a se aproximarem da vida escolar de seus filhos. Além de integrarmos a comunidade local, que passou a utilizar a quadra, formando equipes de basquete, vôlei e futebol. Funcionários do Grupo AG e parceiros participaram intensamente no Dia da Ação Solidária. Juntos, conseguimos ampliar a perspectiva de futuro de crianças que vivem em uma realidade tão dura.


Transformando a vida dos alunos.
E de muita gente na comunidade.

Episódio – Geração de Emprego

Luiz Henrique Gonçalves

Servente de obra

Luiz Henrique Gonçalves é morador de Ribeirão das Neves e pai de uma aluna da Hélio Sartori. Ele estava desempregado e bateu lá na obra da escola para procurar um emprego. Deu certo. Luiz Henrique não só conseguiu trabalho na obra, como se reaproximou da vida escolar da sua filha. Uma transformação que também enche a gente de orgulho.

Episódio – Voltando a estudar

José da Luz Domingos

Vigia

Estava no contrato que a obra tinha que ter um vigia 24h oferecido pela Prefeitura. Vários candidatos foram entrevistados e o escolhido foi José da Luz Domingos, o "Seu Juquinha".
E olha que legal: ao começar a trabalhar na obra, ele aproveitou e voltou a estudar, já que havia interrompido seus estudos ainda no primário. Seu Juquinha entrou para a turma dos adultos, à noite. Hoje, ele tem um novo sonho: fazer uma faculdade de direito. Vai conseguir.

Episódio – Colaboração

Cristiano Gomes

Técnico em elétrica

Durante o período das obras, a escola passou por alguns momentos delicados. Como quando ficou sem verba para comprar alimentos para a merenda das crianças. A única coisa que tinha era arroz. Cristiano era um dos funcionários da obra, trabalhando como técnico em elétrica. E, sensibilizado com a situação da merenda, organizou uma "vaquinha" com seus colegas e comprou frango para as crianças. Uma baita atitude, cheia de humanidade, que possibilitou as cozinheiras a prepararem uma refeição mais completa para os alunos. Que grande cara esse Cristiano.

E teve ainda mais gente
ajudando a realizar esse projeto.

Episódio – O Projeto

Episódio – A ONG

Episódio – A Escola

Episódio – Concurso de Redação

Episódio – Premiação de desempenho

Episódio – Dia da ação

Episódio – A Entrega

E, sabe o que é mais legal?

Pequenos Construtores ainda tem muita escola para transformar por aí. Aguarde.